Notícias

Imprimir | Enviar para um amigo

Produtos proibidos pela Anvisa

Anvisa proíbe comércio e uso de diversos produtos

A diretoria de Vigilância Sanitária e Ambiental (Divisa), da Secretaria da Saúde do Estado, atendendo a determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), informa que está suspensa, como medida de interesse sanitário, a fabricação, distribuição, comércio e uso, em todo o território nacional, do produto Tele-Espéculo (espéculo vaginal descartável), e demais produtos sujeitos ao regime de vigilância sanitária, fabricados pela empresa Ginecol Indústria e Comércio de Materiais Hospitalares Ltda., com sede em Belo Horizonte, Minas Gerais. A empresa não possui autorização de funcionamento nem registro na Anvisa.

Também como medida de interesse sanitário, a Anvisa determinou a suspensão da importação, em todo o território nacional, do produto Agulha para Sutura Safepoint, importado pela empresa Master Comércio Exterior Ltda., com sede em São Paulo, por não possuir registro/notificação e autorização de funcionamento na Anvisa.

Outra medida anunciada pela Anvisa foi a suspensão da fabricação, distribuição, comércio e uso, em todo o território nacional, dos seguintes produtos: FX0 Auxiliar do Emagrecimento, FX2 Limpeza Intestinal, FX15 Anti-Álcool, FX30 Anti Fumo, e de quaisquer outros produtos sujeitos à vigilância sanitária fabricados por Bioervas Indústria de Cosméticos e Produtos Natuais Ltda., com sede em Vitória da Conquista, Bahia. A empresa não possui registro e autorização de funcionamento na Agência.
 

Ver outras notícias


Abigail Veiga

Bom dia, gostaria de saber se o crème para massagem que contem hiperemim esta proibido o uso . Att

stagliano

vender ou comercializar caracu com ovo

renata

quero saber da anvisa, se oxyelite e lipo6 sao proibidos no brasil

potencializador em soro

queria saber se é permitido










Publicidade